AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Em noite fria, mas cheia de significado, Unesc outorga grau de engenheiros e tecnólogo

Em noite fria, mas cheia de significado, Unesc outorga grau de engenheiros e tecnólogo
Mais 45 profissionais foram diplomados pela reitora e paraninfa Luciane Ceretta(Fotos: Décio Batista) Mais imagens

Parafraseando Milton Nascimento em sua música “Encontros e Despedidas”, todos os dias é um vai e vem, a vida se repete na estação Unesc. E na noite de quarta-feira (28/7), mais uma formatura híbrida aconteceu no auditório Ruy Hulse. Mesmo com um anoitecer gelado, o interior do teatro estava aconchegante. A alegria dos 45 formandos dos cursos de Design de Produto, Engenharia Ambiental e Sanitária, Engenharia de Agrimensura e Cartográfica, Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica, Engenharia Química e Tecnologia em Cerâmica, aquecia o local com calor humano.

A Unesc é um espaço ideal para a concretização dos sonhos. Uma Universidade Comunitária que tem como missão educar, por meio do Ensino, Pesquisa e Extensão, para promover a qualidade e a sustentabilidade do ambiente de vida. E assim,  há cada semestre, novos profissionais altamente capacitados são entregues à sociedade. O mês de julho e agosto fazem parte do fechamento do primeiro semestre. 

A reitora Luciane Bisognin Ceretta presidiu a cerimônia de colação de grau e mais uma vez teve a honra de ser escolhida como paraninfa dos bacharéis e bacharelas da noite. “Caros designers, engenheiros, engenheiras e tecnólogo, vocês ingressam agora em uma das  áreas mais importantes para o desenvolvimento econômico de nosso país, porém, um  engenheiro não pode viver (e trabalhar) como se não existisse vida inteligente fora do cálculo e das suas tecnologias. Um engenheiro deve ter olhos para as ciências sociais. Precisa se dedicar a entender as pessoas e seus problemas. Não pode alimentar preconceitos nem ter o pensamento limitado. Não esqueçam que uma casa, uma estrada, um bueiro ou qualquer obra é feita por pessoas, para pessoas”, orientou a madrinha.

O formando de Engenharia Ambiental e Sanitária, Eduardo Fernandes Martinello, orador de todos os graduandos e graduandas, utilizou palavras precisas para retratar o momento e todo o período de faculdade. “Para que este sonho fosse possível, muitos daqui deixaram família, amigos, cidade, estado, e tantas outras coisas que foram importantes no caminhar da nossa jornada, para estudar em uma Universidade gigante. O que se pode fazer em cinco anos? Nós decidimos mergulhar no mundo acadêmico, cada qual com as suas dificuldades, é verdade, mas decidimos ser aquilo que queríamos. Que possamos sair daqui hoje como agentes de transformação, contribuindo para melhorar as realidades nas quais estamos inseridos, comprometidos com a promoção da cidadania. Aqueles que ficarão e seguirão estudos acadêmicos ou aqueles que continuarão a jornada profissional, que possamos trabalhar por um mundo mais justo, mais solidário e empático”, disse o orador.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

29 de julho de 2021 às 17:10

Deixe um comentário