AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Acadêmica do Curso de Artes Visuais apresenta produção artística na 1º Bienal Black Brazil Art

Acadêmica do Curso de Artes Visuais apresenta produção artística na 1º Bienal Black Brazil Art
Obra de Karolyne Dos Santos Pacheco tem caráter autobiográfico (Foto: Divulgação) Mais imagens

Acadêmica do curso de Artes Visuais – Licenciatura, Karolyne Dos Santos Pacheco, participou nesta quinta-feira (7/11) da abertura da 1º Bienal Black Brazil Art, no Palácio Cruz e Souza, em Florianópolis/SC. A artista teve a obra “Linhas Vivas” selecionada, via edital, para ser exposta na Galeria de Arte do Mercado Público de Florianópolis.

As exposições da 1º Bienal Black Brazil Art no Estado de Santa Catarina acontecem no Palácio Cruz e Souza e na Galeria de Arte do Mercado Público, ambas na capital. O público poderá visitar as mostras no período de 8 de novembro a 1º dezembro, no Palácio Cruz e Souza, e de 8 de novembro a 14 de dezembro, na Galeria de Arte do Mercado Público.

A 1º Bienal Black Brazil Art tem o intuito de divulgar as produções de mulheres e mulheres negras de todas as regiões do Brasil, com exposições na região Sul, contemplando os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O evento quer evidenciar o trabalho dessas mulheres que muitas vezes não aparecem em museus e galerias de arte, ressaltando assim, a importância de suas produções, por meio das várias temáticas envolvendo a mulher e mulher negra na sociedade.

A obra de Karolyne, realizada durante o ano de 2018, tem caráter autobiográfico e explora técnicas de bordados aliadas à pintura, propondo assim, reflexões sobre o estereótipo feminino da mulher que faz, costura e borda seu enxoval para o casamento. Em suas produções, a artista explora técnicas artesanais, como bordado e crochê, quebrando barreiras entre a arte popular e a produção artística contemporânea.

AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

08 de novembro de 2019 às 20:54
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito