AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Evento da Unesc mantém viva a cultura do Boi de Mamão

Evento da Unesc mantém viva a cultura do Boi de Mamão
Três escolas apresentaram suas performances na Universidade na tarde desta quinta-feira (8/11) (Fotos: Vitor Netto) Mais imagens

A tarde desta quinta-feira (8/11) foi repleta de fantasias, adereços e muita diversão na Praça do Estudante no campus da Unesc. Isso porque o local recebeu o 4º Encontro de Bois de Mamão, evento que tem o objetivo de resgatar e compartilhar a cultura da tradição açoriana de Santa Catarina. A Unesc é reconhecida pelo Ministério da Cultura como Ponto de Cultura do território brasileiro e o projeto “Boi de Mamão na Comunidade” é um dos responsáveis por isso.

O evento contou com a apresentação de três escolas. A primeira foi a Heriberto Hülse, seguida pela Padre Ludovico Coccolo, ambas de Criciúma. Por último quem se apresentou foi a escola Professora Justina da Conceição Silva, de Imbituba, também reconhecida como Ponto de Cultura.  

Para a coordenadora do Setor Arte e Cultura, Amalhene Baesso Reddig, a Unesc tem o compromisso com a arte. “Aqui é um lugar de educação e estabelecer intercâmbios é fundamental para manter vivo o Boi de Mamão. E agora como Ponto de Cultura devemos reforçar esse compromisso e contribuir para o avivamento cultural”, comenta

De acordo com a assessora da diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias, Sheila Martignago Saleh, essa tradição é passada de geração em geração. “É um orgulho para a Universidade ter um setor de Arte e Cultura que sempre está promovendo a arte no campus e estamos aí para apoiá-los”, respalda.

Conforme o diretor da escola Heriberto Hulse, Sidnei Ferreira, a escola aborda em sala de aula temáticas envolvendo o tema. “Desde 2013 temos essa parceria com a Unesc e estamos aqui para fazer mais uma grande apresentação neste belíssimo evento”, comenta.

produtor cultural da Unesc e membro do Conselho Estadual de Cultura de Santa Catarina, Maxwell Sandeer Flor, ressaltou a importância de propagar a história. “Nosso desejo enquanto instituição é de que a cultura do Boi de Mamão não se acabe, continue vivo. As crianças de hoje podem seguir a história da cultura popular do amanhã", enfatiza.  

História viva

As apresentações contaram a história de um boi que nasce, morre e ressuscita. Além disso, as performances contaram com a participação do vaqueiro, do veterinário, da cabra, da benzedeira, do urubu, do macaco, do cachorro, do urso da Maricota e da Bernunça, todos caracterizados e acompanhados de muita cantoria.

A ação faz parte do projeto de extensão Boi de Mamão na Comunidade: Educação, Cultura Popular e as Linguagens Artístico-Culturais e do Setor Arte e Cultura.

Ponto de Cultura

Pontos de Cultura são grupos, coletivos e entidades de natureza ou finalidade cultural que desenvolvem e articulam atividades culturais em suas comunidades e em redes, reconhecidos e certificados pelo Ministério da Cultura, por meio dos instrumentos da Política Nacional de Cultura Viva.

A Unesc foi devidamente reconhecida, em julho deste ano, pelo Ministério da Cultura como Ponto de Cultura do território brasileiro. A titulação é resultado do edital de chamamento público de projetos Culturais realizados pelo governo de Santa Catarina em 2016.  O projeto “Boi de Mamão na Comunidade”, foi o que trouxe o título à Universidade como fomentadora da cultura no estado.

Vitor Netto - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

08 de novembro de 2018 às 18:26
Compartilhar Comente

Deixe um comentário

Ouça o que está escrito