AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Criatividade, inovação e empreendedorismo na gastronomia

Criatividade, inovação e empreendedorismo na gastronomia
Décio Batista Mais imagens

Cozinhar é compartilhar o amor pela gastronomia e apreciar cada detalhe. Dentre um item e outro colocado em uma panela, também são incorporadas nossas origens, histórias pessoais e de quem estiver à nossa volta. E para dar aquela pitada especial o curso de Gastronomia da Unesc realizou nesta semana a aula inaugural de início de trimestre, com uma live do chef Saimon Novack, formando da primeira turma do curso, que cola grau na próxima semana.

Saimon, que também é jornalista, falou sobre sua trajetória no ramo da Gastronomia, enquanto preparava uma deliciosa cocada cremosa, receita mais apreciada, ultimamente, nos eventos. A live fez parte da acolhida dos calouros do curso, ingressantes na turma 6, e foi transmitida no canal da Unesc TV no Youtube.

Ele possui uma empresa de eventos há cinco anos e leva seu trabalho a batizados, casamentos, e eventos corporativos. Antes, atuou em diversos veículos de comunicação de Criciúma e sempre aproximou o gosto pela cozinha do universo jornalístico. “Sempre gostei de reunir os amigos em casa e como bom jornalista, rolava aquela culinária e o bom papo”, lembrou.

Mas o amor pela cozinha falava cada vez mais alto e foi num casamento bem restrito que as canetas e blocos começaram a ser substituídos por panelas e muito tempero. Era uma médica de Curitiba a primeira cliente. Ela veio morar em Criciúma e, faltando dez dias para o casamento, a equipe que ela havia contratado não poderia realizar o evento. Foi aí que a oportunidade apareceu. Em um desabafo dela, veio a lembrança do nome de Saimon Novack, que ali deixava da rotina de jornalista para tornar-se um chef.

Foi numa conversa na academia que surgiu a indicação de Saimon para cuidar desse primeiro evento. “A personal dela era minha amiga que indicou meu nome. Conversamos e eu, comovido com a história dela, encarei o desafio. Fiquei desesperado depois, porque não tinha nem panela e fogareiro para cozinhar. Comprei os utensílios e lá fomos nós três: eu, minha esposa e a nossa secretária que nunca havia cozinhado”, disse, lembrando ainda que sabia fazer seis pratos e uma sobremesa. Ela aceitou e, a partir daí, Saimon passou a promover cada vez mais eventos.

“Comecei a enxergar isso depois de realizar oito eventos. No início íamos em três pessoas, todos sem experiência”, rememorou. Mas, no meio dos ingredientes, Saimon tinha um toque especial: sempre procurou entregar mais do que o prometido. “Acho que isso faz a diferença em todos os setores, principalmente no negócio”, acrescentou.

E ele foi além. Buscou mais conhecimento. Para isso, visitava restaurantes e se especializou, ingressou no curso de Gastronomia na Unesc, o que avalizou ainda mais o seu trabalho. Se ele já conquistava pelos sabores, começou a ter mais técnica, e a brilhar na apresentação. A agenda começou a multiplicar e se espalhou por Santa Catarina e até outros estados.

Com as visitas que fez, observou um novo nicho que estava surgindo e foi na modalidade finger food. São os pratos servidos em mini cumbucas, copinhos, pratinhos, palitos, enfim, em toda forma que possa ser uma pequena porção individual e que a pessoa consiga se servir em pé mesmo, sem grandes cerimônias.

Para o chef, o importante para quem está iniciando na carreira é ter um bom relacionamento e empreender. “Não basta saber cozinhar, mas empreender e poder fazer algo diferente. Analisar não só o sabor, mas a experiência que vai proporcionar a quem receber”, sublinhou.

Pandemia proporciona nova experiência

Como em outros setores, a gastronomia também precisou alinhar reinvenção e inovação em tempo de pandemia de Covid-19. Nesse contexto, Saimon Novack teve uma grande ideia: trabalhar com comidas no estilo delivery, mas de maneira diferente. Ele queria não só entregar um bom produto para o cliente, mas proporcionar uma grande experiência. Foi aí que veio o “Evento na Caixa”. Para isso, houve adaptação em sua cozinha, pois se tratava de um novo método de trabalho, mas a permanência da qualidade e da sua identidade estavam nos seus ingredientes. Ele também não poupou na apresentação e, claro, no sabor, pois segundo ele, gastronomia é apreciar todos os detalhes, e saber que cada sabor tem seu significado.

Os clientes pediam a comida que vinha numa caixa muito bem preparada. Era entrada, refeição e sobremesa. E a repercussão não poderia ser diferente. A cada data especial ele se viu na necessidade de fazer outras caixas. “O público também está mais exigente e procurei trazer isso para o meu trabalho. A abrangência se deu ainda maior no Dia dos Namorados. Todos os casais que receberam, bateram foto e divulgaram nas suas redes sociais, dando mais abrangência para o nosso trabalho. Foi muito importante para todos nós”, disse. 

Mídias sociais

O chef Saimon ressaltou que 98% dos eventos realizados se dão pelas mídias sociais, e destacou a importância de saber se comunicar para alavancar o negócio. Os eventos presenciais estão voltando, mas ainda há clientes que querem receber aquela comidinha no capricho, no conforto de sua casa. “A pandemia trouxe bastante clientes por causa do Evento na Caixa também. Muitos que solicitaram as famosas caixas também estão contratando para os eventos presenciais”, revelou.

Ao fim da aula especial, Saimon deixou um recado: “independente se tem restaurante, o fundamental é fazer um trabalho de excelência, tanto no sabor quanto na apresentação”, finalizou.

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

15 de outubro de 2021 às 13:15
Compartilhar Comente

Ana Amélia Lemos: jornalista e ex-senadora compartilha experiências sob os diferentes olhares da pauta

Ana Amélia Lemos: jornalista e ex-senadora compartilha experiências sob os diferentes olhares da pauta
Convidada participou de mais uma edição do ECoCria Talks nesta quarta-feira (6/10) (Fotos: Reprodução) Mais imagens

A ponderação e a sabedoria da jornalista e ex-senadora Ana Amélia Lemos ditaram o encontro da personalidade gaúcha em mais uma edição do ECoCria Talks, nesta quarta-feira (6/10). Convidada para uma noite de sabatina com jornalistas da região Sul de Santa Catarina, Ana Amélia deixou lições e experiências vividas enquanto comunicadora e na carreira política.

Ana Amélia, a primeira jornalista a comentar a editoria de economia na televisão aberta no Rio Grande do Sul, trocou o ambiente da redação pelo Senado Federal em 2010. Até lá, a profissional colecionou entrevistas, reportagens e vivências no universo da comunicação, capazes de lhe render bagagem e reconhecimento suficientes para garantir seu prestígio e, por consequência, lugar na política brasileira.

Contar com a presença da convidada em um evento da Escola de Comunicação (ECoCria) da Unesc, para a pró-reitora Acadêmica da Universidade, Indianara Reynaud Toreti, representa valioso momento de aprendizado. “Grandes ensinamentos vêm meio das experiências como essa de profissionais, como Ana Amelia, com grande bagagem. Enquanto gestão, deixo nosso profundo agradecimento pela dedicação desse tempo à disposição de nossos acadêmicos para um rico debate”, pontuou no encontro, transmitido pelo canal da Unesc TV no YouTube.

As histórias que perpassaram o contato com presidentes da república e até a notícia inédita da morte do Papa João Paulo II, para a coordenadora da ECoCria, Caroline Bortot, encantaram quem acompanhou o encontro. “Foram excelentes histórias dos lados de ‘lá e de cá’ do balcão que coroaram mais uma edição desta ação que busca oferecer esse contato próximo com cases e histórias inspiradoras como as da nossa ilustre convidada”, avaliou.

A atuação da Escola, para a convidada que deixou valiosas lições, se mostra inovadora. “Em tempos de desafios de redes sociais, em que tantas coisas mudaram o jeito de fazer jornalismo e comunicação, vejo a ECoCria como a reinvenção e inovação na forma de se comunicar”, destacou Ana Amélia.

Entre os principais aprendizados compartilhados pela atual secretária de Relações Federativas e Internacionais do Rio Grande do Sul, esteve a convivência e a maturidade ao lidar com as divergências. “A virtude está na capacidade de ver os dois lados, ponderar diferentes pontos de vista. O Senado, neste sentido, foi uma grande escola para mim. Lidar com diferentes opiniões não é fácil”, acrescentou.

A noite de debate foi prestigiada ainda por jornalistas da região, professores e acadêmicos da Escola de Comunicação. A sabatina pode ser acessada no canal da Unesc TV no YouTube:

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

06 de outubro de 2021 às 21:15
Compartilhar Comente

Colaboradores participam da 15ª Sipat na Unesc

Colaboradores participam da 15ª Sipat na Unesc
Abertura da Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho foi realizada com palestra do endocrinologista Daniel Meller (Fotos: Mayara Cardoso/ Reprodução) Mais imagens

Os distúrbios hormonais em homens e mulheres e a relação destes com o rendimento na atuação profissional diária foram assunto, nesta segunda-feira (27/9), na abertura da 15ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (Sipat) da Unesc. O tema foi abordado pelo professor e médico endocrinologista Daniel Meller Daltoé. O evento é organizado pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Unesc (Cipa) e segue com programação até sexta-feira (1º/10).

A abertura oficial da agenda de atividades contou com a presença da reitora Luciane Bisognin Ceretta. Ao comentar sobre os projetos institucionais em vigor, a reitora destacou a defesa da Instituição pelo ambiente de trabalho produtor de resultados, mas, principalmente, de saúde e felicidade. “Desejo a todos uma excelente semana de reflexões, diálogos e novas perspectivas advindas destes momentos de imersão. Todos os temas, cuidadosamente pensados pela nossa equipe, estão fantásticos. Todos me produzem muito significado enquanto trabalhadora e farão a diferença a todos que participarem”, destacou.

Participaram da mesa de autoridades da abertura a presidente da Cipa, Vanessa Medeiros; a vice-presidente, Neusa Aparecida Biz Tavares; o coordenador do Serviço especializado em Engenharia de Segurança e Medicinas do Trabalho (SESMT), professor Édson Luiz Da Silva; a Médica do Trabalho do SESMT, Mariana De Oliveira Pressado Macarini De Souza; e a coordenadora do Departamento de Desenvolvimento Humano (DDH), Mariléia Maciel.

Ao longo dos próximos dias, as atividades preparadas abordarão temáticas que envolvem desde biossegurança, direção defensiva, a importância dos Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC), inteligência emocional, dependência digital até técnicas de relaxamento e utilização da aromaterapia no ambiente de trabalho, entre muitos outros. Os encontros são realizados de forma virtual, por meio de salas no Google Meet. Para acessar, basta realizar a inscrição por meio do site www.unesc.net/proadh.

Confira abaixo a programação para a Semana:

Terça-feira (28/9)

10 h - Biossegurança durante a pandemia de Covid-19 – Residente Ana Claúdia Rodrigues Candido

14h30 - Importância dos EPCs: Salve sua vida se protegendo – Professor Vilson Bristot

17h - Segurança Doméstica - Professor Sérgio Bruchchen

Quarta-feira (29/9)

10h - Direção defensiva e aspectos legais do trânsito – Tenente Coronel Sandi Murís de Medeiros Sartor

14h30 - Dependência Digital X Impactos na falta de atenção – Professora Luana dos Santos

18h - Reunião com propósito: Planejamento e avaliação – Professor Diogo Morais

Quinta-feira (30/9)

10h - Controle e inteligência emocional na resolução das adversidades – Professora Rosimeri Vieira

14h - Técnicas de relaxamento e aroma terapia aplicada ao ambiente de trabalho – Enfermeira Madalena Santiago

Sexta-feira (1º/10)

14h - A eficiência da comunicação no ambiente corporativo para prevenção de acidentes – professor Denis Luciano

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

27 de setembro de 2021 às 16:50
Compartilhar Comente

A experiência de Ana Amélia Lemos no EcoCria Talks

A experiência de Ana Amélia Lemos no EcoCria Talks
Jornalista multimídia deixou a prática nas redações para viver a experiência política (Fotos: Divulgação) Mais imagens

Do Jornalismo ao Senado, Ana Amélia Lemos construiu uma trajetória que acompanhou as últimas décadas, das redações ao plenário. Essas experiências farão parte da 9ª edição do EcoCria Talks, evento da Escola de Comunicação Criativa da Unesc que conecta referências da mídia com acadêmicos e profissionais do mercado regional. O bate papo está marcado para quarta-feira, 6 de outubro, com transmissão pelo canal da Unesc TV no YouTube.

“Será uma excelente oportunidade para troca de conhecimentos, dentro dessa visão da Unesc, de ampliar experiências como foco na prática profissional”, opina a reitora Luciane Bisognin Ceretta. “Nas oito edições que já realizamos, alternamos convidados das mais diversas áreas, no Jornalismo, na Publicidade e na Comunicação Digital”, lembra a professora Caroline Bortot, coordenadora da EcoCria.

Mais sobre a convidada

Ana Amélia fez história na comunicação no Rio Grande do Sul. Ingressou no Grupo RBS em 1977 como repórter de economia. Notabilizou-se na área, sendo a primeira comentarista da editoria na RBS TV. A partir de 1979, atuou na sucursal de Brasília da RBS, aprofundando-se na cobertura da rotina política da Capital Federal e na atuação multimídia, escrevendo no jornal Zero Hora, participando da programação da Rádio Gaúcha e com comentários de TV. Passou, a partir dos anos 80, a frequentar também as casas dos catarinenses, com aparições nas emissoras da RBS no estado.

“A Ana Amélia traz uma bagagem ímpar, de alguém que, na prática do Jornalismo, tratou de economia, do segmento rural, da política com extrema propriedade, uma referência”, pontua o jornalista Denis Luciano, professor da EcoCria e gerente de Comunicação Estratégica e Assessoria de Imprensa da Unesc, que foi o responsável pelo convite. “E a Ana Amélia não parou no tempo. Ela soube evoluiu com as mídias e, nos últimos anos, transitou muito bem também no meio digital”, amplia.

A experiência na política

Mas não ficou por aí a trajetória da convidada do 9º EcoCria Talks. Ana Amélia deu uma guinada na sua carreira em 2010, ao deixar a RBS e aceitar o convite para ingressar na carreira política. Logo na primeira disputa, elegeu-se senadora pelo Rio Grande do Sul, cumprindo mandato de oito anos em Brasília. Concorreu a governadora em 2014, sendo derrotada. Em 2018, foi candidata a vice-presidente da República na chapa de Geraldo Alckmin.

Atualmente, Ana Amélia é secretária de Relações Federativas e Internacionais do Rio Grande do Sul. “O conteúdo da participação da Ana Amélia não será político, longe disso. Mas é óbvio que o trânsito dela pelo mundo do poder precisa ser destacado, o fato de transitar nesse meio primeiro como jornalista, depois como fonte”, acrescenta o professor Denis.

Como assistir

O EcoCria Talks com Ana Amélia Lemos será às 19h do dia 6 de outubro, é aberto aos acadêmicos e ao público em geral. Para assistir, basta acessar o canal Unesc TV no YouTube e a palestra será aberta a interações com perguntas relacionadas aos temas.

Acesse: www.youtube.com/unesctv

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

27 de setembro de 2021 às 16:24
Compartilhar Comente

Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade da Unesc receberá mais de 60 conferencistas na próxima semana

Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade da Unesc receberá mais de 60 conferencistas na próxima semana
Evento é promovido pelo Programa de Pós-graduação em Direito e envolve mais de 30 programas de todo o país (Fotos: Arquivo Evento 2019) Mais imagens

Estudantes e pesquisadores em Direito, conselheiros de políticas públicas, gestores municipais, representantes de movimentos sociais, lideranças de Organizações Não Governamentais e membros de fóruns temáticos da sociedade civil de todo o país estarão reunidos na próxima semana, de 20 a 23 de setembro, em mais um evento acadêmico de renome mundial da Unesc. Trata-se da terceira edição do Seminário Internacional em Direitos Humanos e Sociedade e quinta Jornada de Produção Científica em Direitos Fundamentais e Estado, eventos promovidos pelo Programa de Pós-graduação em Direito (PPGD) da Universidade. Nesta edição os encontros serão realizados de forma concomitante e virtual com a participação de mais de 60 conferencistas.

A temática escolhida pelo Programa, conforme o coordenador do grupo, Antônio Carlos Wolkmer, envolve o cenário vivido por toda a humanidade com a chegada da pandemia de coronavirus ao mundo. “Teremos como tema principal das discussões os ‘Direitos Humanos, Democracia e Políticas Públicas no contexto da Covid-19’. Nossa proposta, desta forma, é divulgar e debater a produção teórica e prática sobre os Direitos Humanos, Sociedade e Estado no contexto brasileiro e latino-americano neste cenário”, pontua.

Conforme o coordenador-adjunto do PPGD, Reginaldo de Souza Vieira, a Universidade receberá 18 conferencistas internacionais da Argentina, Uruguai, Equador, Colômbia, México, Portugal, Espanha e Alemanha. “Além disso, são mais de 40 palestrantes nacionais que representam todas as regiões do Brasil e mais de 30 programas de Pós-Graduação em Direito e de outras áreas do conhecimento”, acrescenta.

As atividades, de acordo com Reginaldo, serão divididas em 17 eixos temáticos, coordenados por 50 pesquisadores nacionais e internacionais, redes de pesquisa e Conselho Latino-americano de Ciências Sociais, além de mais de 150 membros da comissão científica e de avaliação, pertencentes a mais de 50 programas de Pós-Graduação em Direito e de outras áreas do conhecimento.

A inscrição para acompanhamento das atividades como ouvinte pode ser feita até o dia 20 de setembro de forma gratuita no site doity.com.br/iii-seminario-internacional-em-direitos-humanos-e-sociedade. Na mesma página é possível acessar a programação completa e as ementas dos eixos temáticos.

As novidades sobre o evento podem ser acompanhadas também pela página do Programa no Instagram: @PPGDUnesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

15 de setembro de 2021 às 13:57
Compartilhar Comente