AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Exposição “nada agora” traz trabalhos de artistas catarinenses produzidos em solo francês

Exposição “nada agora” traz trabalhos de artistas catarinenses produzidos em solo francês
Mostra será aberta dia 26 de agosto na Unesc (Fotos: Divulgação) Mais imagens

A Sala Edi Balod da Unesc recebe na próxima semana a exposição “nada agora”, das artistas catarinenses Sarah Uriarte e Kim Coimbra. Os trabalhos foram produzidos durante o período em que ambas moraram na França, e traduzem os sentimentos aflorados quando se está longe de casa. A abertura da mostra ocorrerá no dia 26 de agosto, às 19h30, e será aberta ao público em geral.

“nada agora” traz trabalhos de autoria compartilhada entre Sarah e Kim, realizados em uma residência artística em Paris, durante os três primeiros meses de 2019. A residência fez parte do Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea 2018, ganho por Sarah.

O desenvolvimento do trabalho foi motivado pelos momentos e dificuldades enfrentados pelas artistas longe de casa e o que isso refletia em suas vidas. “Fotografamos diariamente e registramos no último mês a parede do quarto vazia e branca e as nossas mãos, ao dormir e ao acordar. Um delicado guardar e se despedir. “nada agora”, é um breve texto dos três momentos em relação à residência: ir, estar e voltar”, comenta Sarah.

A mostra poderá ser visitada até o dia 13 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 14 às 18 horas.

Conheça as artistas


Sarah Uriarte, natural de Itajaí, pesquisa relações entre fotografia e performance, corpo e arquitetura, espaço público e privado, corpo público e privado e seus desdobramentos em fotografias, vídeos, ações e publicações impressas.

Kim Coimbra, também de Itajaí, ultimamente tem se interessado pela relação entre processos e procedimentos de coleção e o modo de apresentação e diálogo destes, através de desenhos e fotografias. 

Sala Edi Balod

A Sala Edi Balod da Unesc é um espaço de exposições e laboratório de Artes Visuais que tem como objetivo divulgar pesquisas e produções artísticas, propiciar aos acadêmicos do curso de Artes Visuais intercâmbio com artistas de outras regiões e promover ações educativas voltadas à formação de público e transformação social.

Milena Nandi - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 23 de agosto de 2019 às 14:06
Compartilhar Comente

Sala Edi Balod recebe performance Masculino/Feminino

Sala Edi Balod recebe performance Masculino/Feminino
Artista Breno Stern realizará apresentações nesta terça e quarta-feira (Foto: Arquivo) Mais imagens

A Sala Edi Balod da Unesc será palco nesta terça e quarta-feira (20 e 21/8) da performance Masculino/Feminino, do artista Breno Stern. A performance será realizada em duas etapas: a primeira, nesta terça-feira, às 19h20 e a segunda, nesta quarta-feira, às 16 horas. Em cada etapa, Stern escolherá aleatoriamente uma pessoa do público para produzir um retrato vivo, com técnica a ser definida de acordo com o modelo.

Breno Stern vive a arte há mais de 35 anos. Formado em Direito e egresso do curso de Licenciatura em Artes Visuais da Unesc, o artista plástico nascido em Porto Alegre já realizou mais de 85 exposições com obras inspiradas no próprio ser humano e suas atitudes.

Em seus desenhos de paisagens e retratos, Stern usa diferentes técnicas e materiais, entre eles, o carvão austríaco e tcheco, giz de cera japonês, pastel inglês, canetas belgas e papel Arche.

Milena Nandi – Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 20 de agosto de 2019 às 15:07
Compartilhar Comente

Encontro resgata cultura do boi de mamão no Sul do Estado

Encontro resgata cultura do boi de mamão no Sul do Estado
Pontos de Cultura Unesc e Casa da Fraternidade desenvolvem atividades em conjunto (Fotos: Divulgação) Mais imagens

O boi de mamão é uma das manifestações culturais que caracterizam Santa Catarina e no Sul do Estado, a tradição segue sendo difundida com a ajuda da Universidade. No fim de semana, os Pontos de Cultura Unesc, em Criciúma, e Casa da Fraternidade, em Araranguá, realizaram o Encontro de Bois de Mamão, com o objetivo de difundir e fortalecer a identidade cultural catarinense.

A ação foi idealizada pelo Setor Arte e Cultura da Unesc e teve como parceiros a Casa da Fraternidade e o Departamento de Cultura de Araranguá. As atividades fizeram parte da Agenda Agosto Cultural do município e da ação do Projeto Boi de Mamão na Comunidade aprovado pelo Edital de Culturas Populares Selma do Coco envolvendo, crianças, adolescentes, jovens, adultos, educadores e interessados na temática.

A programação do evento no sábado (17/8) contou com Oficina de Construção de Bois de Mamão com José Marcondes, o Zé do Boi, de Tubarão-SC, um dos principais incentivadores da cultura popular boi de mamão em Santa Catarina. Além de ministrar a oficina Zé do Boi expôs seus trabalhos artesanais. Houve ainda a Oficina de Música de Boi de Mamão com Bárbara Sonai Mendes, Cátia Sirlene Gonçalves Hahn e Vinicius da Silva Martins, bolsistas do Projeto Boi de Mamão na Comunidade da Unesc, e a Oficina de Dança Dramatúrgica do Boi de Mamão, com o artista da dança e produtor cultural da Universidade, Maxwell Sandeer Flôr.

Segundo a coordenadora do Setor de Arte e Cultura da Unesc, Amalhene Baesso Reddig, a o projeto Boi de Mamão na Comunidade, vem realizando desde 2015  parcerias com instituições, no sentido de salvaguardar os “fazeres” da cultura popular catarinense.

Pontos de Cultura

O título de Ponto de Cultura é dado em função da excelência dos trabalhos culturais realizados na região.

A Unesc se tornou um Ponto de Cultura em 2018 por meio do Projeto Boi de Mamão na Comunidade. Já a Casa da Fraternidade ganhou o título em 2009, por meio do Projeto Luzes do Amanhã. Ambas vem incentivando a cultura através de diversas oficinas e ações educacionais/culturais, atendendo crianças, adolescentes, jovens e suas famílias.

Milena Nandi – Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 20 de agosto de 2019 às 13:28
Compartilhar Comente

Música no campus para homenagear os estudantes

Música no campus para homenagear os estudantes
Sexta-feira está sendo marcada por apresentações de alunos e pessoas da comunidade (Fotos: Milena Nandi e Emanuela Justino) Mais imagens

O campus da Universidade está diferente nesta sexta-feira (16/8). Tudo por conta da Mostra de Talentos Acadêmicos e da Comunidade Externa, que marca as comemorações pela passagem do Dia do Estudante, realizadas ao longo do mês de agosto. A iniciativa ainda convida os acadêmicos a participarem da GincaUnesc (saiba mais).  

Nesta sexta-feira, o hall do Bloco Administrativo recebeu a acadêmica do curso de Letras, Emilly Machado, que apresentou um repertório com músicas autorais e sucessos nacionais pela manhã e tarde. Já à noite, a música ficará por conta da cantora Rafaela Lírio.

O palco do Quintas Culturais, no hall dos blocos XXI, recebeu o músico Marlon da Conceição dos Santos pela manhã e os alunos de Artes Visuais, Leonardo Cristian Ribeiro Cardoso e Danielle Cardoso Rozeng nas apresentações à tarde, repetindo a dose à noite.

No hall do Bloco R1, a música ficou por conta da aluna do curso de Psicologia, Jainy Colares dos Santos pela manhã, retornando à noite. À tarde, o egresso de Psicologia da Unesc, Gustavo Batanolli.

E vale lembrar que mesmo quem não está inscrito na mostra, pode apresentar o seu talento ao público. Basta conversar com o cantor que está no palco que ele irá compartilhar o espaço com o interessado.   

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Milena Spilere Nandi 16 de agosto de 2019 às 15:47
Compartilhar Comente

Exposição Madeira em movimento no Espaço Toque de Arte

Exposição Madeira em movimento no Espaço Toque de Arte
As obras de arte de Gil Galant estarão em exposição na Unesc até 17 de outubro (Fotos: Grégori Nazário) Mais imagens

A madeira esculpida permite as mais diversas representações. Formas humanas que se unem, carrancas gigantes, animais que miram o horizonte infinito, esculturas indefinidas, complexas, que atraem o olhar e fazem pensar, arriscar sobre o seu significado e aquela vontade de tocar e sentir o toque acetinado, resultado do longo trabalho de acabamento feito pelo escultor. Desta forma o artista plástico Gil Galant manifesta sua arte de escultor nas 13 obras que integram a exposição madeira em movimento, no Espaço Cultural Toque de Arte, na Unesc. A mostra é uma reunião de esculturas de várias fases do artista, sempre trabalhadas em diversos tipos de madeiras, e que permite uma viagem sobre a trajetória do escultor.

Agraciado com o prêmio Jovem Artista de Santa Catarina, Galant é referência na escultura em madeira e como ourives. “Deixo que as minhas obras falem por si. O trabalho de escultura sempre deixa todos muito curiosos. O trabalho de abstrair mexe muito com o imaginário das pessoas, mas é algo muito simples, feito com dedicação”, revela Galant.

A abertura da exposição foi prestigiada por acadêmicos, artistas locais, professores e convidados. Outra atração foi a performance do artista Edi Balod, que declamou versos, ao som da moda de viola do músico Kasha e banda. O evento contou ainda com a presença da coordenadora do Setor de Arte e Cultura da Unesc, Amalhene Baesso Reddig, e da diretora da Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Unesc, Fernanda Faustini Sônego, que destacaram a importância do trabalho do artista e da promoção e valorização da cultura na universidade e no país.

As peças de Galant poderão ser apreciadas até o dia 17 de outubro, no hall do bloco administrativo da Unesc.

Ana Sofina Schuster - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Por: Ana Sofia Schuster 09 de agosto de 2019 às 16:14
Compartilhar Comente