AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

Ana Amélia Lemos: jornalista e ex-senadora compartilha experiências sob os diferentes olhares da pauta

Ana Amélia Lemos: jornalista e ex-senadora compartilha experiências sob os diferentes olhares da pauta
Convidada participou de mais uma edição do ECoCria Talks nesta quarta-feira (6/10) (Fotos: Reprodução) Mais imagens

A ponderação e a sabedoria da jornalista e ex-senadora Ana Amélia Lemos ditaram o encontro da personalidade gaúcha em mais uma edição do ECoCria Talks, nesta quarta-feira (6/10). Convidada para uma noite de sabatina com jornalistas da região Sul de Santa Catarina, Ana Amélia deixou lições e experiências vividas enquanto comunicadora e na carreira política.

Ana Amélia, a primeira jornalista a comentar a editoria de economia na televisão aberta no Rio Grande do Sul, trocou o ambiente da redação pelo Senado Federal em 2010. Até lá, a profissional colecionou entrevistas, reportagens e vivências no universo da comunicação, capazes de lhe render bagagem e reconhecimento suficientes para garantir seu prestígio e, por consequência, lugar na política brasileira.

Contar com a presença da convidada em um evento da Escola de Comunicação (ECoCria) da Unesc, para a pró-reitora Acadêmica da Universidade, Indianara Reynaud Toreti, representa valioso momento de aprendizado. “Grandes ensinamentos vêm meio das experiências como essa de profissionais, como Ana Amelia, com grande bagagem. Enquanto gestão, deixo nosso profundo agradecimento pela dedicação desse tempo à disposição de nossos acadêmicos para um rico debate”, pontuou no encontro, transmitido pelo canal da Unesc TV no YouTube.

As histórias que perpassaram o contato com presidentes da república e até a notícia inédita da morte do Papa João Paulo II, para a coordenadora da ECoCria, Caroline Bortot, encantaram quem acompanhou o encontro. “Foram excelentes histórias dos lados de ‘lá e de cá’ do balcão que coroaram mais uma edição desta ação que busca oferecer esse contato próximo com cases e histórias inspiradoras como as da nossa ilustre convidada”, avaliou.

A atuação da Escola, para a convidada que deixou valiosas lições, se mostra inovadora. “Em tempos de desafios de redes sociais, em que tantas coisas mudaram o jeito de fazer jornalismo e comunicação, vejo a ECoCria como a reinvenção e inovação na forma de se comunicar”, destacou Ana Amélia.

Entre os principais aprendizados compartilhados pela atual secretária de Relações Federativas e Internacionais do Rio Grande do Sul, esteve a convivência e a maturidade ao lidar com as divergências. “A virtude está na capacidade de ver os dois lados, ponderar diferentes pontos de vista. O Senado, neste sentido, foi uma grande escola para mim. Lidar com diferentes opiniões não é fácil”, acrescentou.

A noite de debate foi prestigiada ainda por jornalistas da região, professores e acadêmicos da Escola de Comunicação. A sabatina pode ser acessada no canal da Unesc TV no YouTube:

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

06 de outubro de 2021 às 21:15
Compartilhar Comente

A experiência de Ana Amélia Lemos no EcoCria Talks

A experiência de Ana Amélia Lemos no EcoCria Talks
Jornalista multimídia deixou a prática nas redações para viver a experiência política (Fotos: Divulgação) Mais imagens

Do Jornalismo ao Senado, Ana Amélia Lemos construiu uma trajetória que acompanhou as últimas décadas, das redações ao plenário. Essas experiências farão parte da 9ª edição do EcoCria Talks, evento da Escola de Comunicação Criativa da Unesc que conecta referências da mídia com acadêmicos e profissionais do mercado regional. O bate papo está marcado para quarta-feira, 6 de outubro, com transmissão pelo canal da Unesc TV no YouTube.

“Será uma excelente oportunidade para troca de conhecimentos, dentro dessa visão da Unesc, de ampliar experiências como foco na prática profissional”, opina a reitora Luciane Bisognin Ceretta. “Nas oito edições que já realizamos, alternamos convidados das mais diversas áreas, no Jornalismo, na Publicidade e na Comunicação Digital”, lembra a professora Caroline Bortot, coordenadora da EcoCria.

Mais sobre a convidada

Ana Amélia fez história na comunicação no Rio Grande do Sul. Ingressou no Grupo RBS em 1977 como repórter de economia. Notabilizou-se na área, sendo a primeira comentarista da editoria na RBS TV. A partir de 1979, atuou na sucursal de Brasília da RBS, aprofundando-se na cobertura da rotina política da Capital Federal e na atuação multimídia, escrevendo no jornal Zero Hora, participando da programação da Rádio Gaúcha e com comentários de TV. Passou, a partir dos anos 80, a frequentar também as casas dos catarinenses, com aparições nas emissoras da RBS no estado.

“A Ana Amélia traz uma bagagem ímpar, de alguém que, na prática do Jornalismo, tratou de economia, do segmento rural, da política com extrema propriedade, uma referência”, pontua o jornalista Denis Luciano, professor da EcoCria e gerente de Comunicação Estratégica e Assessoria de Imprensa da Unesc, que foi o responsável pelo convite. “E a Ana Amélia não parou no tempo. Ela soube evoluiu com as mídias e, nos últimos anos, transitou muito bem também no meio digital”, amplia.

A experiência na política

Mas não ficou por aí a trajetória da convidada do 9º EcoCria Talks. Ana Amélia deu uma guinada na sua carreira em 2010, ao deixar a RBS e aceitar o convite para ingressar na carreira política. Logo na primeira disputa, elegeu-se senadora pelo Rio Grande do Sul, cumprindo mandato de oito anos em Brasília. Concorreu a governadora em 2014, sendo derrotada. Em 2018, foi candidata a vice-presidente da República na chapa de Geraldo Alckmin.

Atualmente, Ana Amélia é secretária de Relações Federativas e Internacionais do Rio Grande do Sul. “O conteúdo da participação da Ana Amélia não será político, longe disso. Mas é óbvio que o trânsito dela pelo mundo do poder precisa ser destacado, o fato de transitar nesse meio primeiro como jornalista, depois como fonte”, acrescenta o professor Denis.

Como assistir

O EcoCria Talks com Ana Amélia Lemos será às 19h do dia 6 de outubro, é aberto aos acadêmicos e ao público em geral. Para assistir, basta acessar o canal Unesc TV no YouTube e a palestra será aberta a interações com perguntas relacionadas aos temas.

Acesse: www.youtube.com/unesctv

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

27 de setembro de 2021 às 16:24
Compartilhar Comente

Curso de Ciências Biológicas reúne acadêmicos e profissionais em semana de aprendizados

Curso de Ciências Biológicas reúne acadêmicos e profissionais em semana de aprendizados
Semana Acadêmica e Simpósio integram programação especial preparada pelo curso (Foto: Arquivo) Mais imagens

Os apaixonados pelo universo da biologia e temas ligados ao meio ambiente, sejam eles estudantes, profissionais ou comunidade em geral, terão oportunidade ímpar entre os dias 13 a 17 de setembro. Ao longo dos cinco dias o curso de Ciências Biológicas da Unesc promoverá a edição 2021 da Semana Acadêmica e o primeiro Simpósio de Biologia Marinha da Instituição. Além de uma semana inteira com convidados compartilhando conhecimento, o evento contará com o lançamento oficial da Pós-Graduação em Biologia Marinha, uma parceria com o curso de graduação e o Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbeli Gaidzinski.

A escolha de convidados de todas as regiões do país para compor a programação de palestras e mesas-redondas, conforme a coordenadora-adjunta do curso, Mainara Figueiredo Cascaes, busca dialogar com as mais diferentes áreas de atuação do profissional biólogo. “Nos cinco dias de programação temos todas as áreas do Brasil, de Norte a Sul, dialogando sobre as áreas de botânica, zoologia, ecologia, genética, entre outras. Queremos oportunizar a troca e a multiplicação de conhecimento entre acadêmicos do nosso curso com colegas de todo o país e de fora dele”, destaca.

A edição da Semana Acadêmica do curso de Ciências Biológicas (Sacib) tem como diferencial em 2021 o lançamento do curso inédito de Pós-Graduação, ofertado a partir dos próximos meses pela Universidade. “Essa será a primeira oportunidade do lançamento oficial do curso de Pós-graduação em Biologia Marinha, um curso esperado e que tem muito a contribuir com a produção de conhecimento em torno dessa temática da biologia em âmbito nacional e internacional”, aponta.

Toda a programação de atividades da Semana Acadêmica e do Simpósio será realizada de forma mediada por tecnologia, o que, para Mainara, foi a maneira escolhida para oportunizar a maior troca de experiências possível. “Realizamos o evento em 2020 de forma síncrona e percebemos quão engrandecedora foi, do ponto de vista acadêmico, a oportunidade de receber convidados de diferentes localidades. Neste ano escolhemos seguir com o mesmo formato, seguindo ainda todas as normas de biossegurança necessárias, mas também aproveitando a oportunidade incrível que a virtualidade nos mostrou”, acrescenta.

Para acompanhar a Sacib e o Simpósio e receber Certificado de Participação é necessário que os interessados façam uma inscrição simples por meio dos formulários abaixo:

Inscrição para a Semana Acadêmica do curso de Ciências Biológicas

Inscrição para o 1º Simpósio de Biologia Marinha

Mais informações podem ser acessadas ainda na página do curso no Instagram: @BiologiaUnesc.

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

09 de setembro de 2021 às 20:00
Compartilhar Comente

Abertura da Semana Acadêmica do curso de Direito da Unesc conta com homenagem ao ex-coordenador, João Carlos Medeiros Rodrigues Júnior

Abertura da Semana Acadêmica do curso de Direito da Unesc conta com homenagem ao ex-coordenador, João Carlos Medeiros Rodrigues Júnior
Evento realizado ao longo de toda a semana celebra os 25 anos do curso na Unesc (Fotos: Reprodução) Mais imagens

O legado do ex-coordenador e professor do curso de Direito e procurador jurídico da Unesc, João Carlos Medeiros Rodrigues Júnior, foi enaltecido na cerimônia de abertura da 26ª edição da Semana Acadêmica do curso, na manhã desta segunda-feira (6/9). Lembrado por seu profissionalismo, pela retidão e entrega dedicados ao curso em sua trajetória, João Carlos foi homenageado com uma Menção de Agradecimento, dedicada pela coordenadora do curso e procuradora jurídica da Instituição, Márcia Piazza. A lembrança do colega, mestre e amigo querido por coordenadores, estudantes e gestão da Universidade, vítima da Covid-19 em março de 2021, marcou o início de mais uma semana com intensas atividades acadêmicas.

O momento de homenagens no início das ações da Semana, para Márcia, não poderia ser deixado de lado. “Jamais poderíamos deixar de fazer uma homenagem. O professor João contribuiu fortemente com a história do curso. Contribuiu para que tenhamos o resultado que temos hoje. Seu legado permanece conosco e sempre será lembrado. Tenho certeza de que, onde quer que esteja, ele está nos acompanhando e sempre terá orgulho de ser Unesc”, afirmou emocionada.

Na edição que marca os primeiros 25 anos do curso que se tornou um dos grandes destaques da Instituição, palestras e minicursos apresentados por convidados discutirão abordagens que se relacionam à temática central “O Direito e a tecnologia”.

Participaram também da cerimônia de abertura do evento, o presidente do Centro Acadêmico do curso, Jeferson Gonçalves Martins; o representante do Diretório Central dos Estudantes, Vitor Teixeira; o representante do Núcleo Docente Estruturante (NDE), Gustavo Borges; o supervisor do curso, Israel Rocha Alves; a representante do Centro de Práticas Jurídicas, Rosangela Del Moro e o coordenador do Programa de Pós-graduação em Direito (PPGD) da Unesc, Antonio Carlos Wolkmer.

Para dar início à programação acadêmica a palestra “Pensando o direito previdenciário na era digital” foi realizada na sequência pelos convidados Marcirio Colle Bitencourt e Márcio Hartz. A abertura, assim como a contribuição dos palestrantes, pode ser conferida no canal da Unesc TV.

Na noite desta segunda-feira, a partir das 19h, também no canal, Maíra Brecht Lanne abordará a temática “Profissões no Direito 4.0”. Antes disso, via Google Meet para os participantes inscritos, a convidada Mariana Carlessi tratará sobre “Práticas e Procedimentos no Juizado Especial Cível” em minicurso a partir das 17h.

Semana de compartilhamentos

Entre os assuntos escolhidos para a Semana, dentro da temática central, estão ainda questões como profissões no Direito 4.0, governo digital e o impacto das novas tecnologias, a defesa dos vulneráveis na era digital, redes sociais e fake news, além de diferentes aspectos da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Ao longo de toda a semana convidados das mais variadas áreas do campo jurídico compartilharão conhecimentos com os acadêmicos, professores e comunidade em geral por meio do canal da Unesc TV no YouTube e via Google Meet. A programação completa está disponível no site do evento, página na qual é possível realizar inscrição gratuita.

Mais informações sobre as atividades podem ser acompanhadas também pela página do Centro Acadêmico do curso de Direito no Instagram: @Cadunesc.

Mayara Cardoso - Agência de Comunicação da Unesc

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

06 de setembro de 2021 às 16:50
Compartilhar Comente

Congresso Ibero-Americano debate internacionalização no ensino superior

Congresso Ibero-Americano debate internacionalização no ensino superior
Professores convidados abordaram aspectos da internacionalização solidária e da subordinada (Fotos: Reprodução) Mais imagens

A programação do 4º Congresso Ibero-Americano de Humanidades, Ciências e Educação da Unesc, segue com debates pertinentes à educação superior e à sociedade. Na mesa redonda da manhã desta quarta-feira (25/8), os professores doutores convidados debateram com o público o tema “Internacionalização Solidária ou Internacionalização Subordinada”.

A mesa redonda teve a participação da doutora em Ciências Sociais, pesquisadora do Conselho Nacional de Investigação Científica e Tecnológica e professora da Universidade de Buenos Aires, Daniela Vanesa Perrotta; da doutora em Educação, coordenadora do Centro de Estudos em Educação Superior da PUC/RS e professora da mesma instituição, Marília Costa Morosini; e do doutor em Fundamentos Filosóficos da Educação, coordenador do grupo de pesquisa Mediações Pedagógicas e Cidadania e professor da Universidade de Caxias do Sul, Danilo Romeu Streck.

A mediadora do debate, professora doutora do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE) da Unesc, Graziela Giacomazzo introduziu o tema, explicando que a sugestão da mesa redonda foi problematizar de forma crítica os caminhos percorridos e a percorrer no que se refere à internacionalização nas instituições de ensino superior, buscando refletir concepções e conceitos no contexto das universidades, internacionalizações possíveis que estão em curso e experiências na área.

A professora da Universidade de Buenos Aires afirma que a internacionalização solidária está vinculada à melhoria da soberania e autonomia universitária, científica e tecnológica e que uma das ferramentas para alcançar é a integração regional. “A internacionalização solidária se relaciona com integração regional, desenvolvimento sustentável, integral e inclusivo, ação e princípio da solidariedade e autonomia política. E não podemos esquecer que o direito à educação superior como bem público que o Estado deve garantir também permeia a internacionalização solidária”, afirma Daniela.

Já Marília, trouxe reflexões sobre o campo científico e como a sua análise é primordial para assuntos relacionados às universidades. Segundo a professora da PUC/RS, a internacionalização da educação superior ocorre nos níveis global, nacional, regional e institucional e pode se tratar de internacionalização integral, transfronteiriça, integração solidária, currículo e em casa (intercâmbio virtual). “O campo da internacionalização do ensino superior é movimento. O que nos move é realmente aquilo que chamamos de internacionalização para a integração solidária e que precisa ter a perspectiva da interculturalidade, compreendida como o respeito ao outro e não simplesmente aceite”.

Streck abordou as diferenças entre a internacionalização solidária e a subordinada e salientou alguns pontos entre elas. Segundo ele, especialmente nas universidades da América Latina ainda há fortes indícios da chamada internacionalização solidária, como: fluxo desigual de estudantes e pesquisadores (há poucos alunos e docentes de outros países nas universidades latino-americanas); predomínio da perspectiva eurocêntrica nas referências acadêmicas (são referências consideradas mais fortes, mesmo que nos países de origem sejam autores pouco conhecidos); acesso desigual a fontes de pesquisa devido à fatores econômicos e linguísticos; proficiência linguística insuficiente em algumas áreas para fazer a apropriação de fontes internacionais; e reduzida repercussão em outros continentes da produção acadêmica da América Latina.

O Congresso segue até sexta-feira (27/8) com conferências, mesas redondas, grupos temáticos e lançamentos de obras. Todo o evento será transmitido ao vivo no canal do Youtube da Unesc TV e ficará disponível no canal.

Confira a programação e participe dos debates

Milena Nandi - Agência de Comunicação da Unesc 

Fonte: AICOM - Assessoria de Imprensa, Comunicação e Marketing

01 de setembro de 2021 às 09:22
Compartilhar Comente